A Vinificação


Damos prioridade absoluta ao tratamento da vinha para obtenção de excelente matéria-prima. Assim, por forma a potenciar a qualidade das uvas e garantir a necessária concentração e profundidade dos vinhos, obrigamo-nos a preparar as videiras para a optimização da sua fotossíntese, a usar o mínimo de agentes químicos, a produzir uvas garantidamente sãs e a obter rendimentos de produção muito baixos, em particular através de podas severas. O responsável é o Eng.º José Ramos.

A vindima só tem início no momento da maturação apropriada das uvas, o que se verifica com análises diárias. Os cachos são colocados em pequenas caixas individuais com a capacidade de 20 kg para não haver esmagamento antecipado das uvas até à chegada à adega.

Na adega, as uvas são seleccionadas em mesa de escolha, totalmente desengaçadas e esmagadas suavemente. A vinificação, feita separadamente por castas ou por parcelas, processa-se em lagares de granito com pisa a pé ou em cubas inox com controlo rigoroso e individual da temperatura, desse modo adequando as temperaturas de fermentação às características dos mostos.

A maceração nas cubas é prolongada de forma a serem extraídos todos os componentes fenólicos. Utilizam-se barricas de carvalho francês da mais alta qualidade em estágios prolongados de 12 a 24 meses. Depois de engarrafados, os vinhos estagiam, ainda, entre 6 e 12 meses na adega, antes do seu lançamento no mercado.

Embora a produção destes vinhos de excelência tenha obrigatoriamente custos altos, procuramos intervir na sua comercialização para que o seu preço de venda ao público se mantenha em valores justos e não especulativos.

Os enólogos responsáveis pelos vinhos da Quinta dos Poços são Pedro Sequeira, António Rosas, Filipa Pizarro e Flávia Baptista, da Duplo PR.


© 2015 Sociedade Agrícola José Mesquita Guimarães, Lda.